Take a fresh look at your lifestyle.

Afinal, a bolacha Maria engorda?

Um dos questionamentos mais comuns em relação às comidas brasileiras populares é se a bolacha Maria engorda ou não. Afinal, alguns estudiosos afirmam sua relação com o aumento de peso, enquanto outros dizem o oposto.

Popular principalmente pelo seu sabor doce e muito utilizada como opção principal de lanche, a bolacha Maria gera discussões quanto a sua composição e benefício à saúde. A fim de esclarecer essas questões e mostrar um jeito saudável de consumir, confira aqui todo o panorama para saber se a bolacha Maria engorda ou não.

Bolacha Maria engorda ou não?

Primeiro, vamos responder o questionamento principal: a bolacha Maria engorda? Como vários outros alimentos, dependerá do modo de consumo da pessoa. Apesar de parecer um alimento sem consequências, é preciso levar em consideração a qualidade do produto e principalmente a quantidade consumida.

Bolacha Maria engorda ou não
Fonte/Reprodução: Wikipedia

Logo, se for consumida de maneira controlada, é possível incluir a bolacha Maria em sua dieta e colher os benefícios do alimento. Um deles é que a bolacha é uma ótima fonte de energia rápida, coisa que pessoas que estudam constantemente precisam bastante.

Por fim, outros benefícios importantes de serem citados é o combate a algumas doenças perigosas como a diabetes, a hipertensão, casos de constipação e doenças cardiovasculares.

Quais nutrientes da bolacha Maria?

Agora que já comentamos se a bolacha Maria engorda, vamos à parte nutricional. O principal nutriente do alimento são os hidratos de carbono, cerca de 721,7 gramas, e eles são os grandes responsáveis por fornecer energia para as células do organismo poderem realizar suas tarefas.

Fora os hidratos de carbono, a bolacha Maria também possui proteínas, cerca de 7,98 gramas, 22 gramas de açúcares e 12,1 gramas de lipídios. Devido a essa composição, vamos ressaltar a importância de se ter um controle quanto ao consumo do alimento no próximo tópico.

Como consumir a bolacha Maria?

É nessa parte que as pessoas precisam tomar cuidado, já que o costume popular é de comer uma alta quantidade de bolachas devido ao seu sabor. Acontece que, em altas quantidades, a bolacha Maria engorda e ainda traz outras consequências ruins, como aumento da concentração de açúcar no sangue.

Outro ponto muito importante é que a quantidade de gorduras que a bolacha Maria inclui nas doses diárias é considerada muito alta. Devido a esse cenário, o recomendado pela saúde é que se consuma no máximo seis bolachas por dia, que é capaz de oferecer os benefícios citados e não causar os males.

O que mostram recentes estudos sobre consumo de bolacha Maria de crianças e pessoas em recuperação hospitalar?

Assim como nas pessoas que não estão hospitalizadas, os benefícios da bolacha Maria aparecem facilmente quando são somados com outros alimentos nutritivos. Os estudos comprovaram que as crianças que consumiam a bolacha Maria em quantidades bem dosadas e somadas a outros componentes, colhiam benefícios bem rápido.

O que mostram recentes estudos sobre consumo de bolacha Maria de crianças e pessoas em recuperação hospitalar
Fonte/Reprodução: original

No entanto, também foi observado o lado oposto, que foi o aumento de casos de obesidade e diabetes ligados ao consumo desenfreado da bolacha. Como já vimos, consumir dessa forma faz as propriedades ruins do alimento despertar e, por consequência, a bolacha Maria engorda nessas ocasiões.

Com essa parte devidamente explicada, podemos encerrar o texto por aqui. Esperamos que com todo o desenrolar das informações, você tenha entendido se a bolacha Maria engorda ou não, e saiba o jeito correto de se consumir para colher os benefícios citados.

Divulgue o texto em seus veículos de comunicação para ajudar a espalhar as informações e volte sempre neste site para mais informações de qualidade!

Comments are closed.